(79) 3243-3875 / (79) 9132-0313

Delegados solicitam íntegra do plano de ação de Segurança Pública

25 de Abril de 2018

Foto -

Reunidos em assembleia na tarde desta terça-feira, 24, para discutir diversos temas de interesse da carreira, os delegados de Polícia decidiram solicitar ao governo do Estado a íntegra do plano de ação anunciado como bandeira para redução dos índices de violência e melhoria da Segurança Pública. 


De acordo com o presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Sergipe (Adepol), Isaque Cangussu, ainda no mês de fevereiro, a diretoria da entidade foi recebida por Belivaldo Chagas, então vice-governador, quando a expectativa de que viesse a assumir a chefia do Executivo estadual já era realidade.

“Na oportunidade, Belivaldo disse-nos que não prescindiria da contribuição dos delegados na formatação de um plano que pudesse colocar Sergipe em uma posição menos desfavorável, e a direção da entidade de classe respondeu que estava à disposição para colaborar. Uma semana após assumir o cargo, o governador promoveu uma coletiva de imprensa para divulgar um plano de ação que contemplaria medidas voltadas - segundo o governo - à melhoria da Segurança Pública”, explicou Cangussu.


Segundo ele, a Adepol pretende analisar a fundo as medidas anunciadas, uma vez que não participou da sua elaboração, e assim oferecer sua contribuição em prol dos interesses da sociedade.

Os dirigentes também aguardam posição sobre audiência já solicitada ao chefe do Executivo para tratar de assuntos do interesse da categoria.


Outro ponto discutido na assembleia foi o descumprimento da Lei 8.272/2017, especificamente na parte que fixa os valores da retribuição dos plantões eventuais. Para a Adepol, o desrespeito à lei, que entrou em vigor no mês de setembro do ano passado, prejudica todas as carreiras da Polícia Civil, e não apenas os delegados.

 

A solução definitiva para a correção ainda na folha de pagamento do mês de abril é esperada para hoje, 25, quando a cúpula da Segurança Pública estará reunida com o governador Belivaldo Chagas e o secretário de Planejamento e Gestão Rosman Pereira.